gallery photo

Nova Rubrica “Entre Tachos & Panelas” – A Primavera!

Abril 2, 2018 by: Chez Sónia À La Carte ,Brunch ,Doces ,Entradas & Petiscos ,Jornal ,Lanche ,Saudável

Primavera!

– Alegria e cor à mesa –

2018-04-02 10.30.36

Chegou a primavera! Dias lindos de sol, alegria e muita cor. Os jardins enchem-se de flores, ficamos mais despertos para a natureza e para a vida. E os dias tendem a correr melhor, pois já se nota o sol a pôr-se mais tarde. Ficamos com mais tempo e vontade de ir inventar para a cozinha. Pelo menos, nesta altura do ano, são esses os sentidos que se desencadeiam em mim.

Espero com este artigo conseguir levá-lo até à cozinha e fazer coisas incríveis, cheias de cor e sabor. E que vão, mais uma vez, impressionar quem se sentar à sua mesa.

Pavlova Primaveril

Pavlova, vem do nome de uma bailarina russa. Penso que talvez por se tratar de uma sobremesa muito leve. É uma espécie de um bolo, crocante por fora, macio por dentro, tendo como base um merengue. Os toppings é sempre ao gosto de cada um. Mas pode optar só por fruta, ou iogurte, fruta e granola, ou até mesmo algo mais decadente, como natas e frutos vermelhos.

Começamos por fazer o merengue.

Por cada clara são cerca de 40 g de açúcar.

Comece a bater as claras em castelo e quando começarem a ficar com uns picos suaves vamos adicionando o açúcar, aos poucos, para se incorporar bem.

Continue a bater até formar picos mais fortes.

Depois adicione (envolvendo à mão com uma espátula, com movimentos suaves) a farinha maizena peneirada e o vinagre. É cerca de 1 colher de sopa de farinha e 1 colher de chá de vinagre por cada 4 claras.

Nesta altura pode optar por adicionar: extracto de baunilha, canela, café ou até mesmo cacau em pó.

De seguida, num tabuleiro forrado a papel vegetal, verta as claras e formando um disco com o preparado. Fazemos uma covinha ligeira no meio para que possamos depois colocar o recheio.

Leve ao forno pré-aquecido cerca de 1h a 120ºC. Vai depender dos fornos, mas não queremos que a pavlova comece a ficar acastanhada, isso é sinal que temos que baixar a temperatura, queremos que ela se mantenha sempre branquinha. Mas NUNCA abra o forno para ver como ela está. Tente se aperceber pela porta do forno.

Depois, findo esse tempo, desligue o forno e deixe a pavlova lá dentro, durante a noite por exemplo, até ao dia seguinte. Só abra o forno quanto este estiver completamente frio! Senão a pavlova racha.

Depois é decorado a gosto.

Gosto de utilizar iogurte grego. Mas pode optar por iogurte “normal” natural. Para ficar mesmo com a consistência das natas, deixe a escorrer numa peneira para que a maioria do soro saia.

Depois coloque em cima da pavlova o iogurte assim como fruta a gosto: morangos, mirtilos, maracujá. Poderá levar também granola chocolate derretido… Fica ao seu gosto!

 2016-03-23 13.00.24

Húmmus Arco-Íris

Já tinha falado deste paté de grão cozido. No entanto, podemos fazer a variante arco-íris, ou seja, ter húmmus de 4 cores (pena não ser 7). Fica uma mesa muito colorida, atractiva e cheia de vitaminas.

Sirva com palitos dos seus legumes/vegetais favoritos.

Começamos com a receita base. A ideia é ter a receita base pronta e depois adicionar as cores. As quantidades são para 2 latas grandes de grão cozido, mas se vir que não cabe no seu robot de cozinha, então faça uma lata de cada vez e divida as quantidades.

Portanto, num robot de cozinha, introduza as duas latas grandes de grão cozido, 2 colher de chá de paprika fumada, 2 dentes de alho, 4 colheres de chá de tahine (pasta de sésamo), sumo de duas limas, sal (só uma pitada pois o grão já tem sal) e ervas frescas a gosto. Vá introduzindo um fio de azeite e triture bem. Continue a colocar azeite para chegar à consistência desejada. Não queremos um paté muito espesso, mas também não queremos um paté demasiado azeitado! Será até se aperceber que está firme mas cremoso.

Depois divida essa receita base em 4.

Vamos ter: Uma taça com a receita original, outra taça com húmmus verde (espinafres triturados), Uma taça com húmmus rosa (beterraba cozida) e por último uma taça com húmmus laranja (abóbora assada).

Para o húmmus verde: basta triturar muito bem um molhinho de espinafres, com um fio de azeite caso seja necessário. Adicione à receita base.

Para o húmmus rosa: basta cozer uma beterraba e triturar. Adicionar à receita base. Dica: Não deite fora a água. Coza ovos, e após os descascar, deixe-os de molho nessa água. Terá ovos rosa. Ou então faça um arroz, ou couscous ou até mesmo quinoa. Pode aproveitar também para uma sopa.

Para o húmmus laranja: corte abóbora, envolva com um fio de azeite, sal e pimenta, leve ao forno 30 minutos (com casca) e após esfriar, retire a casca, e triture. Adicione à receita base. Dica: Essa polpa serve também para fazer sopa, cheesecake de abóbora ou risoto.

2018-03-17 12.51.23

Para mais detalhes destas receitas e também mais ideias e dicas visite www.chezsonia.pt

ou chez-sonia.blogspot.pt

Não perca a rubrica “Entre Tachos & Panelas” da próxima semana! Vamos começar a dar ideias de leves para a época que se aproxima.

Comentários

0 Comments

Add a comment